Falta de Vitamina D: Quais Sintomas? Descubra 12 sinais

Compartilhe

Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook

A falta de Vitamina D é um problema de saúde que acomete indivíduos em todos os hemisférios.

Como aponta o American Journal of Clinical Nutrition, mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo são deficientes ou insuficientes em vitamina D. Ao mesmo tempo, nenhuma entidade de saúde declarou algum tipo de emergência para alertar o público sobre a urgência de rever os níveis insuficientes desse pró-hormônio no sangue.

Em consequência, os sintomas atrelados à carência de vitamina D são descobertos de forma progressiva, visto que ela regula as funções de mais de 200 genes e é essencial para o crescimento e o desenvolvimento do organismo.

Para saber mais sobre o assunto, siga a leitura do artigo e compreenda os principais sinais relativos à falta de vitamina D.

Como a falta de vitamina D pode comprometer a sua saúde e bem-estar

Descoberta por cientistas em 1928, a Vitamina D recebeu este nome devido às técnicas empregadas nos sistemas de detecção e isolamento de novas moléculas, as quais eram bastante rudimentares no período.

Dessa forma, foi denominada vitamina D em homenagem à matéria-prima que precisamos manter no organismo para produzi-la: D-hidrocolesterol.

Atualmente sabemos que, na verdade, a vitamina D consiste em um hormônio esteróide.

Assim, quando falamos sobre a fisiologia da vitamina D, devemos entender que as suas funções estão muito mais atreladas ao sistema hormonal e, por isso, devemos chamá-la de hormônio D.

Ela mostra-se responsável por mais de 80 funções de restauro e de reparo no organismo humano e é responsável pela ativação de mais de 3500 genes.

Dessa forma, tente imaginar a falta de vitamina D no organismo. A lista de sintomas e doenças derivadas da deficiência é extensa, como veremos a seguir.

Mas afinal, como saber quando a vitamina D está baixa?

A principal forma de detectar a insuficiência da vitamina D no organismo se dá através do exame laboratorial. O exame de vitamina D ou, como também é conhecido, exame de hidroxivitamina D ou 25(OH)D, tem o objetivo de verificar a concentração do pró-hormônio no sangue e deve ser solicitado pelo profissional que acompanha a sua saúde.

Por isso, se você está sentindo algum dos sintomas listados abaixo, procure o seu médico imediatamente.

Falta de vitamina D: sintomas principais

Quais doenças causadas pela falta de vitamina D? Como será demonstrado a seguir, a lista de sintomas e patologias provocados pela falta de vitamina D é extensa.

  • 1) Hipertensão.

  • 2) Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP).

  • 3) Alterações do sono.

Um dos principais sinais relacionados à falta de vitamina são os problemas para dormir.

Um artigo publicado em 2012 no portal Science Direct propõe a hipótese de que os problemas para a manutenção de um sono de qualidade se tornaram epidêmicos devido à disseminação da falta de vitamina D.

Para saber mais, clique aqui.

  • 4) Depressão.

A manutenção de bons níveis de vitamina D no sangue tem total relevância sobre os quadros de transtornos depressivos.

As pesquisas relacionadas à suplementação de vitamina D para aliviar os sintomas da depressão ganham notoriedade e passam a evidenciar a ação do pró-hormônio sobre uma das doenças mais avassaladoras do século.

Como exemplo, podemos citar um artigo publicado no portal Medscape, o qual demonstrou que a suplementação com vitamina D pode auxiliar na redução de sintomas depressivos.

Clique no link a seguir para saber mais sobre vitamina D e depressão.

  • 5) Enxaqueca.

  • 6) Infecções respiratórias.

  • 7) Cansaço, adinamia, apatia.

Você sente-se cansado (a) o tempo todo? Saiba que os três sintomas listados acima estão diretamente atrelados à falta de vitamina D no organismo e se justificam pelo fato de que os baixos níveis desse hormônio interferem no metabolismo do cálcio e do fósforo.

Consequentemente, as células ficam fatigadas e são percebidos sintomas como cansaço, adinamia e apatia.

  • 8) Fragilidade imunológica.

A vitamina D atua diretamente na regulação do sistema imunológico, impedindo que o mesmo agrida o próprio indivíduo resultando em doenças graves.

Como afirma um estudo publicado no NCBI, o sistema imunológico defende o corpo de organismos invasores estranhos, promovendo imunidade protetora enquanto mantém tolerância a si mesmo.

As implicações da deficiência de vitamina D no sistema imunológico tornaram-se mais claras nos últimos anos, relevando o aumento da suscetibilidade à infecção e diátese em um hospedeiro geneticamente suscetível à autoimunidade.

  • 9) Fragilidade das unhas e queda de cabelos.

A vitamina D tem influência direta na regulação dos níveis de cálcio e fósforo no corpo, promovendo a saúde capilar, da pele e das unhas. Quando deficiente, pode prejudicar o crescimento dos fios, deixando-os suscetíveis à queda e quebradiços.

  • 10) Distúrbios do metabolismo ósseo e do cálcio.

  • 11) Doenças cardiovasculares.

  • 12) Diabetes tipo 2.

Quando nos perguntamos sobre “Quais os riscos da falta de vitamina D?” nos deparamos com uma longa lista de patologias que pode afetar drasticamente o funcionamento do organismo.

Por isso, nunca subestime a sua saúde.  Se após ler a lista de sintomas elencados você desconfia de falta de vitamina D, consulte seu médico para que ele avalie a possibilidade de suplementar.

Para finalizar o artigo, um dos principais questionamentos dos pacientes em consultório é: quanto tempo demora para aumentar a Vitamina D?

A verdade é que não há uma resposta concreta.

O período para obter uma melhora nos níveis de vitamina D irá depender do protocolo utilizado pelo profissional da saúde, bem como da resposta fisiológica do indivíduo que está sendo tratado, podendo variar entre semanas e meses.

Se você possui alguma dúvida relacionada ao tema, comente abaixo.

Deixe uma resposta