O que é síndrome metabólica?

Você já ouviu falar na epidemia da obesidade? Este mal que assombra um grande número de pessoas nos dias atuais, está totalmente relacionado com a síndrome metabólica. Para entender essa relação e tirar suas dúvidas sobre esta síndrome, fica comigo até o final.

Há 30 anos atrás, um pesquisador chamado Reaven, fez a primeira associação entre doenças como hipertensão, alteração na glicose e alteração no colesterol com a obesidade, identificando também, a relação com a resistência insulínica.

O papel da insulina no corpo humano é extremamente importante. 

A sua função mais conhecida é a retirada do açúcar do sangue levando-o para as outras células, ou seja, funcionando como um transportador de energia. No entanto, o hormônio da insulina também é responsável por metabolizar a gordura.

É neste ponto que está sua ligação com a síndrome metabólica.

As pessoas que desenvolvem algum nível de obesidade são aquelas que correm o maior risco com as patologias ligadas à resistência insulínica e, por sua vez, com a síndrome metabólica. 

Sendo assim, neste artigo, você vai descobrir o que é síndrome metabólica, como você pode identificá-la e, principalmente, como preveni-la.

Vamos lá?

O que é síndrome metabólica?

Quando se fala em insulina, logo vem em mente a diabetes, não é mesmo? 

Contudo, a síndrome metabólica está totalmente relacionada com a função da insulina no nosso corpo, sendo ela um conjunto de doenças associadas à resistência insulínica. Quando a insulina deixa de agir no corpo humano como deveria, o mesmo pode desenvolver uma série de alterações graves.

Como falamos acima, a insulina é um hormônio que faz o transporte de açúcar entre as células, mas também, que metaboliza a gordura do corpo humano.

O aumento da quantidade de açúcar e de gordura no organismo, faz com que as células fiquem sensíveis a ação da insulina que passa a não exercer sua função com sucesso. Essa é a chamada resistência insulínica.

A partir disso, o corpo desenvolve patologias relacionadas a obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, pressão alta, doenças hepáticas e outras.

Causando assim, uma disfunção onde o indivíduo passa a manifestar doenças que fazem parte da síndrome metabólica.

Desta forma, vejamos como você pode identificar esta síndrome.

Como identificar a síndrome

A síndrome metabólica se manifesta a partir da resistência insulínica desenvolvida pelo organismo humano. Tal resistência pode estar associada a fatores do ambiente em que a pessoa vive, aos seus hábitos, assim como, a fatores genéticos. 

Neste caso, surgem diversas alterações no metabolismo que acabam se transformando em doenças graves se não tratadas devidamente.

O Ministério da Saúde listou alguns fatores de risco que ajudam as pessoas na identificação das alterações metabólicas e as incentivam a procurar ajuda especializada o mais rápido possível.

Observe os fatores abaixo e identifique se você se encaixa em algum deles:

  • Gordura abdominal: superior a 88 cm em mulheres e superior a 102 cm em homens;
  • Hipertensão arterial: pressão arterial sistólica³ 135 e/ou pressão arterial diastólica ³ 85 mmHg;
  • Glicose elevada: 110mg/dl ou superior;
  • Baixo HDL (“bom colesterol”): em homens, menos que 40 mg/dl e nas mulheres menos do que 50 mg/dl;
  • Triglicerídeos elevados (nível de gordura no sangue): igual ou maior a 150 mg/dl.

Para confirmar os fatores de risco, você precisa consultar um profissional que lhe peça exames específicos e que possa orientar caso seja necessário.

Como se prevenir da síndrome metabólica

Mais importante do que remediar é se prevenir. 

A síndrome metabólica pode ser evitada ao incorporar hábitos saudáveis no dia a dia. Veja como cuidar do seu corpo a fim de evitar que o mesmo tenha que encarar os problemas de uma síndrome tão arrasadora.

Previna-se adotando hábitos como:

  • Prática de atividades físicas regulares;
  • Alimentação saudável rotineira;
  • Não fumar ou beber;
  • Controle do peso para evitar os fatores de risco;
  • Acompanhamento médico periódico.

Ações preventivas são eficazes ainda que o retorno seja de longo prazo. 

Entretanto, ao cuidar do seu corpo começando por agora, terá grandes chances de usufruir de uma  vida longa e saudável. O desejo de muitas pessoas hoje em dia.

Você tem pode gostar de ler: 5 hábitos para envelhecer com saúde.

Seu corpo merece atenção e cuidado

A síndrome metabólica não é algo que acontece da noite para o dia. O corpo mostra sinais durante todo o processo até que a situação se torne mais grave e acabe chamando a atenção negativamente.

O que acontece é que muitas pessoas não dão a devida atenção aos sintomas e sinais que o corpo envia. 

Falta de energia, cansaço eminente, sensação de boca seca são apenas alguns indícios de que o metabolismo não vai bem.

Como tais manifestações não impedem que a pessoa siga com suas atividades, eles acabam sendo deixados de lado sem nenhuma preocupação.

Se você se identifica com os sintomas da síndrome metabólica, dê atenção aos sinais que o seu organismo envia e comece hoje mesmo a agir sobre os hábitos que só dependem de você.

Afinal, seu corpo merece essa atenção e cuidado, não é mesmo?

Conheça meu canal no Youtube e tire todas as suas dúvidas sobre como ter uma vida longa e saudável.

Recolher >>