Principais sinais de alerta para a síndrome do intestino irritável

Você conhece os sinais de alerta para a síndrome do intestino irritável?

Tratamos assim aqueles fatores que conduzem ao desenvolvimento dessa condição.

São sintomas e costumes bastante comuns para o cotidiano de boa parte das pessoas. Não é por acaso que exista uma estimativa que entre 10% a 20% da população mundial esteja acometida por essa síndrome.

O fato de ser pouco comum em rodas de conversa sobre saúde e bem-estar faz que a maior parte das pessoas nem saibam que sofrem dessa comorbidade. Cerca de 2 em cada 3 casos da síndrome do intestino irritável não são tratadas.

Mesmo diante de sinais muito incômodos com grandes prejuízos para a qualidade de vida, muitos simplesmente não buscam ajuda médica.

Para saber os principais sinais de alerta para a síndrome do intestino irritável, continue até o final deste artigo.

O que é essa síndrome?

A síndrome do intestino irritável é uma doença puramente funcional. Isso para você entender que não está associada a nenhuma lesão ou tumor. Os intestinos longo e delgado são afetados pelo problema.

Nesse quadro, sentimos as contrações do intestino ficarem mais fortes. O movimento de contração e relaxamento é natural, pois faz o intestino processar aquilo que não presta do estômago ao reto, transformando em bolo fecal e expulsando.

O problema é quando essas contrações são tão fortes que chegam a doer e podem durar mais tempo que o normal. Em alguns casos, pode ocorrer o contrário. As contrações são tão fracas que geram dificuldades em evacuar e fezes endurecidas.

Leia também: Origens da constipação intestinal e como tratar

Quais as causas?

Existem fatores que desencadeiam a síndrome do intestino irritável. Um deles é o estresse, que envia por meio do cérebro as encefalinas. Com reações por todo o organismo, como suor excessivo, tremor e palpitação, ao chegar ao intestino podem irritar a elevação intestinal.

Outro forte propulsor da síndrome do intestino irritável é a alimentação desequilibrada. O intestino passa a ficar intolerante a alimentos ricos em gorduras, como frituras e doces. Essas gorduras dificilmente são absorvidas pelo intestino.

Em alguns pacientes, os alimentos que envolvem intolerância também podem desencadear a síndrome. Assim, é preciso investigar se é apenas a alimentação completamente bagunçada ou se existe alguma alergia ou intolerância alimentar ao glúten ou a lactose, por exemplo.

Preste atenção nestes sinais

Independente da causa, a síndrome do intestino irritável produz os seguintes quadros:

  • Presença de anemia;
  • Persistente diarreia ou severa constipação;
  • Massa abdominal ou retal palpável;
  • Perda de peso;
  • Uso frequente de antibióticos;
  • Febre;
  • Sintomas noturnos.

Se você percebe que tais sinais aparecem, principalmente se combinados, não hesite em procurar ajuda médica. Como se trata de uma doença funcional, o diagnóstico envolve a exclusão de outros quadros.

Já o tratamento considera um conjunto de medidas. Nem sempre é preciso usar medicamentos, que geralmente são empregados em casos de dores extremas.

A adequação da rotina alimentar, inclusão de exercícios físicos e criação de um padrão de sono regular são algumas das estratégias que podem auxiliar o paciente a recuperar sua qualidade de vida.

No entanto, apenas um médico pode dizer qual o melhor tratamento. Afinal, pode variar de acordo com a causa propulsora e com o histórico de doenças do indivíduo.

Eu espero que este artigo seja esclarecedor sobre os principais sinais de alerta para a síndrome do intestino irritável.

Até a próxima!

Dr. Ítalo Rachid

Fechar Menu