Fatores que prejudicam a fertilidade e ninguém presta atenção

Você conhece os fatores que prejudicam a fertilidade? Diante do atual cenário, é fácil concluir que a fertilidade está diminuindo. Afinal, é cada vez mais comum ver casais realizando tratamentos para conseguir engravidar ou ouvir deles que só conseguiram após muitos meses de tentativa.

Mas, não é bem assim. A fertilidade não está diminuindo de forma natural, ou por mudanças em nossa biologia. O que aumentou, sim, foi o desequilíbrio hormonal.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, nosso mundo já conta com população de idosos maior que a população de crianças. Além disso, o número de famílias adeptas à inseminação artificial também aumentou 13% em 2016, conforme dados da Anvisa.

Essa dificuldade em gerar novas vidas não acontece do nada. Hoje, somos muito mais vulneráveis a alimentação desregrada e aos disruptores endócrinos presentes nas cidades.

Esses desencadeiam os desequilíbrios hormonais que tanto prejudicam a fertilidade, tanto em homens quanto em mulheres.

Continue até o final do artigo para saber alguns dos fatores que prejudicam a fertilidade.

Uso de anticoncepcional hormonais

Anticoncepcionais são verdadeiras bombas hormonais que alteram toda a fisiologia feminina. Eu classifico como uma verdadeira castração química.

Imagine a mulher no seu auge reprodutivo, aos 25 anos, que faz uso dos anticoncepcionais desde os seus 15 anos. Ao impedir a ovulação durante tantos anos por meio de hormônios sintéticos, os hormônios naturais, como a progesterona, são negativamente impactados.

A progesterona é um dos hormônios mais importantes para a saúde da mulher, inclusive para o seu ciclo reprodutivo. Após esses anos de consumo de anticoncepcionais, o corpo que deveria atingir seu ápice reprodutivo, entra em um processo parecido com o da menopausa.

Por isso, recomendo alternativas ao anticoncepcional hormonal. Seja pelo uso de DIU de cobre – e portanto sem hormônios – ou outras vias. Converse com seu médico.

Consumo de açúcar

Presente em todos os lugares, o açúcar pode comprometer a fertilidade feminina. De acordo com um estudo feito pela Boston School of Medicine, o consumo de uma ou duas bebidas açucaradas por dia pode diminuir as chances da mulher engravidar.

Já falei sobre esse assunto e o referido estudo neste artigo. O açúcar afeta diversos hormônios ao desregular os níveis de insulina no sangue. Portanto, evite.

Obesidade

A obesidade é um fator prejudicial para a fertilidade de homens e de mulheres. Para elas, o excesso de peso afeta o metabolismo dos hormônios esteroides sexuais. O estrogênio, por exemplo, é um dos hormônios produzidos pelos tecido adiposo e também pelos ovários.

Assim, a mulher pode ter a sua menstruação irregular ou simplesmente ausente.

A receptividade endometrial também pode ser alterada, ou seja, a implantação do embrião no útero é dificultada, aumentando o risco de aborto.

Nos homens, a obesidade influencia na quantidade e na qualidade dos espermatozóides produzidos e aumenta as chances de desenvolver disfunção erétil por derrubar os níveis de testosterona.

Como evitar a infertilidade?

Estes são apenas alguns dos fatores que prejudicam a infertilidade. Todos são evitáveis e, assim, só posso deixar o conselho para que preste atenção à sua fisiologia.

Se você nutre o sonho da maternidade, é fundamental manter o acompanhamento de sua produção hormonal, pois ela está intimamente ligada à capacidade de gerar uma vida.

Eu espero que este artigo ajude você a entender alguns dos fatores que prejudicam a fertilidade.

Até a próxima!

Dr. Ítalo Rachid

Fechar Menu