80% dos fatores que influenciam o envelhecimento não são genéticos, aponta estudo

O envelhecimento está comumente associado a chegada de uma fase difícil, carregada de patologias e decadência hormonal. Contudo, apesar dessa realidade, estudos apontam que 80% dos fatores que influenciam o envelhecimento não são genéticos, ou seja, são verdadeiramente evitáveis.

Sendo um profissional da saúde que defende o poder da prevenção, quero explorar esse assunto no artigo da semana.

O processo de envelhecimento se caracteriza por um acúmulo progressivo de mudanças fisiológicas e psicológicas decorrentes da idade avançada. Tal processo resulta, na maioria das vezes, em doenças graves que furtam a qualidade de vida do indivíduo durante essa fase da vida.

No entanto, é importante saber que nem sempre precisa ser assim. 

Se você se interessa por este assunto, siga com a leitura até o final. Pois neste material, vamos entender um pouco mais sobre esse processo e quais são os fatores que influenciam no envelhecimento.

O processo de envelhecimento

O envelhecimento é um processo inevitável e inerente aos seres vivos, ou seja, ele vai chegar com o avançar dos anos.

Sendo assim, ele se trata de um evento dinâmico, biológico e progressivo resultando em um conjunto de manifestações fisiológicas e psicológicas que culmina na morte do indivíduo.

Por vezes, esse é um processo visto com maus olhos, como se fosse inconcebível envelhecer e chegar a essa fase da vida. Porém, o principal agravante dessa questão é justamente a baixa qualidade de vida, decorrente de anos com hábitos pouco saudáveis e de negligência sobre a saúde física e mental.

Dado que o envelhecimento paralelo a inexistência de uma vida saudável está muito mais próximo de uma rotina debilitada, pode-se compreender porque 80% dos fatores do envelhecimento não são genéticos, mas sim decorrentes das escolhas que os indivíduos fazem ao longo da sua juventude e idade adulta.

Fatores que influenciam o envelhecimento

Algumas pessoas são biologicamente mais velhas e envelhecem mais rápido do que outras da mesma idade, conforme afirma um estudo publicado no PNAS. Tal afirmação indica que existem diversos fatores não biológicos que aceleram o processo de envelhecimento.

E apressam, também, as consequências negativas decorrentes de um estilo de vida pouco saudável.

À vista disso, observe alguns dos elementos que aproximam as pessoas do envelhecimento de forma abrupta e negativa:

1) Beber pouca água

No corpo humano adulto existe em torno de 55% a 60% de água, ou seja, mais da metade da estrutura física de uma pessoa é composta por esse líquido extremamente importante. Sendo assim, consumir água diariamente proporciona um organismo hidratado, sendo que a pele e a lubrificação da estrutura óssea se mantém aptas para responder positivamente aos estímulos externos. Além disso, a ingestão de água diariamente auxilia na eliminação de toxinas que aceleram o envelhecimento.

2) Dormir mal

Eu costumo falar sobre a qualidade do sono aqui no blog, redes sociais e Youtube. Isso porque, dormir mal e de forma desorganizada é assustadoramente prejudicial a saúde. Desta forma, não poderia ser diferente ao resultar em uma aceleração do processo de envelhecimento. Durante um sono de qualidade os indivíduos produzem o que nós chamamos de hormônios da rejuvenescimento, a exemplo da melatonina e do GH.

3) Negligenciar a atividade física

A prática de exercícios físicos regulares favorece a circulação de sangue pelo corpo, fortalece o metabolismo e consequentemente, o sistema imunológico. Com o avanço inevitável da idade, esses são fatores muitíssimo importantes para retardar o processo de envelhecimento físico e biológico.

4) Conviver com o estresse

Viver em condições estressantes faz com que o corpo esteja em constante estado de alerta. Tal situação libera hormônios de corticoide e adrenalina demasiadamente na corrente sanguínea, desregulando os mecanismos de defesa, deixando o organismo suscetível a infecções e outras doenças graves.

5) Alimentar-se de forma desequilibrada

A alimentação não poderia ficar de fora dos fatores que influenciam o envelhecimento, dado que dietas abundantes em açúcares, industrializados e ultraprocessados resultam em um corpo altamente inflamado e desequilibrado biologicamente. Desta forma, ele está exposto a doenças graves que aceleram o processo de envelhecimento.

É evidente que existem outros  que influenciam o envelhecimento a exemplo do uso de cigarros e a exposição desregrada ao sol, mas procurei destacar alguns para que se possa ter um entendimento mais assertivo.

Uma vida longa e saudável

Embora o número de idosos tenha aumentado consideravelmente no Brasil, o processo de envelhecimento ainda não é visto como algo com consequências evitadas por meio de prevenção.

As pessoas estão vivendo mais, contudo é de se questionar a verdadeira qualidade dos seus dias durante o processo de envelhecimento.

Por outro lado, existem países com um grande número de pessoas centenárias que são capazes de usufruir de uma vida longa e saudável por meio de hábitos simples e da preservação da saúde ao longo da juventude da vida adulta.

Leia mais: O que é longevidade saudável e por que isso interessa a você

O que você tem feito?

Uma vez que você chegou a esse ponto da leitura, está apto a se perguntar: o que você tem feito hoje para colher uma velhice saudável e longa?

Caso você se encontre em um processo de envelhecimento avançado, se pergunte: o que ainda pode ser feito para recuperar (ao menos um pouco) o tempo passado?

A mensagem que desejo registrar aqui é que a escolha depende muito mais de cada indivíduo do que de terceiros ou das circunstâncias do meio em que se vive.

Para saber mais sobre o assunto, acesse meu Canal do Youtube e se inscreva para não perder os vídeos novos.

Você também pode gostar de ler: 5 hábitos para envelhecer com saúde

Próximo postRead more articles