Por que o cérebro precisa de Ômega 3?

Compartilhe

Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
cérebro precisa de omega 3

O cérebro precisa de ômega 3 para cumprir as suas funções e isso pode não te causar surpresa se eu não te explicar o contexto. Poucos sabem, mas o ômega 3 é uma gordura de altíssima qualidade. Quem corre de qualquer descrição onde está a palavra “gordura”, portanto, precisa rever seus conceitos.

E o mais surpreendente… O cérebro é formado por 100 bilhões de células e as membranas de cada uma delas são compostas por gorduras.

Assim, pelo menos 60% do nosso cérebro é formado por gorduras.

Para que você entenda melhor por que o cérebro precisa de ômega 3, convido a ler até o final este artigo onde essa questão é minuciosamente explorada.

Estrutura cerebral e suas funções

O papel do ômega 3 nas funções cerebrais é objeto de diversos estudos atualmente. As moléculas mais importantes do ômega 3 são o ácido Eicosapentenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA).

Ambos são os responsáveis pela transmissão de informações entre as membranas celulares, a sua síntese e também estimulam a formação de novas células cerebrais. Assim, os ácidos graxos ômega 3 podem ser considerados blocos construtores dessas células.

Entre as evidências científicas mais recentes comprovando que o cérebro precisa de ômega 3, podemos destacar:

  • Os bons níveis de BDFN (Brain-derived neurotrophic factor) em quem obtém boas fontes de ômega 3. Esta é uma proteína essencial para a estrutura cerebral;
  • Prevenção e melhora dos sintomas de doenças como depressão, esquizofrenia, bipolarismo e Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH;
  • Retardo do declínio cognitivo, ou seja, previne o envelhecimento cerebral.

Leia também: Entenda a relação entre a vitamina D e as doenças autoimunes

Onde encontrar o ômega 3

Para envelhecer de maneira saudável, é preciso dar ao organismo a quantidade de ômega 3 necessária ao bom funcionamento cerebral. Afinal, o envelhecimento do cérebro é a causa principal das doenças neurodegenerativas – Alzheimer é apenas um exemplo.

As fontes de ômega 3 são de três categorias: o ácido eicosapentanoico (EPA), o ácido docosa-hexaenoico (DHA) e o ácido alfa-linolênico (ALA).

Para o cérebro, são os tipos EPA e DHA que trazem os maiores benefícios. São abundantemente encontrados em peixes de água fria, como salmão e cavala, além de algas marinhas, ostras, anchovas e sardinhas.

O ômega 3 do tipo ALA também é excelente, mas precisa ser consumido em conjunto com os outros tipos para que o organismo possa converter seus benefícios. Você consome esse tipo de ômega 3 ao incluir linhaça e nozes na sua alimentação.

Lembrando que, para melhores resultados, é recomendável manter toda a alimentação balanceada, com ingestão regular de água e exercícios físicos regulares.

É assim que garantimos uma longevidade saudável, livre de doenças e com qualidade de vida. Espero ter esclarecido os motivos pelos quais o cérebro precisa dde ômega 3 para operar com todo o seu potencial.

Até a próxima!

Dr. Ítalo Rachid

Deixe uma resposta