O PODER DAS CORES

Atualmente, é de comum conhecimento entre a comunidade cientifica que a melhor maneira de se proteger contra as doenças provindas do envelhecimento é manter uma dieta rica em frutas e vegetais.

Ainda assim, os poucos que conseguem consumir as cinco porções diárias recomendadas de frutas e vegetais podem não obter quantidades suficientes de antioxidantes para combater o desgaste de corrente do esforço físico intenso, a perda de memória provinda do envelhecimento e as doenças cardiovasculares. A razão: são necessárias dez porções diárias para se obter os níveis recomendados de antioxidantes pelos cientistas da USDA.

Felizmente, frutas vermelhas e outras plantas coloridas possuem enriquecido poder antioxidante, permitindo que você aumente dramaticamente o nível de proteção antioxidante do organismo. Estocando as defesas do organismo contra os radicais livres, as frutas vermelhas e outros alimentos ricos em cores, oferecem efeitos protetores sem precedentes.

Um arco-íris de benefícicios à saúde.

Por que todo esse alvoroço em relação às cores? Porque estudos têm demonstrado que os pigmentos naturais que dão cores vibrantes às frutas e vegetais são ricos em antioxidantes e oferecem benefícios à saúde, a maior classe de componentes nessa categoria são os flavonóides. Poderosos antioxidantes, os flavonóides trazem benefícios também como proteção contra o câncer, doenças cardiovasculares, demência, diabetes, derrames, entre outros.

Antioxidantes combatem os radicais livres, que estão sendo produzidos a cada hora durante o esforço e estão ainda, intimamente ligados às doenças relacionadas à idade. Cientistas descobriram que aumentando a ingestão de alimentos com alto poder antioxidante, há uma maior facilidade em combater os radicais de oxigênio produzidos durante o exercício e a proteção contra danos nos tecidos do organismo.