11887965_1019030514776867_3217351428594939190_nNada melhor do que uma boa noite de sono para recuperar a energia gasta durante as atividades do dia. Mas cada dia mais pessoas enfrentam problemas para dormir. Um estudo realizado na Universidade de Glasgow, na Escócia, envolvendo 12 mil adultos, mostrou que mais da metade dos entrevistados tinha dificuldades para adormecer ou permanecer dormindo. A pesquisa mostrou também que as consequências das noites em claro podem ir desde um simples mau humor passageiro até problemas cardíacos, além de outros problemas, como cansaço, sonolência, dificuldade para assimilar informações, falhas de memória e de raciocínio, por exemplo.

O neurologista com habilitação em medicina do sono Leonardo de Almeida (Cremesp 14.0011) explica que o sono é um momento de repouso cardiovascular. Se a pessoa dorme com frequência menos do que precisa, pode desenvolver diversas doenças. “Dormir bem não é apenas gostoso e revigorante, mas faz bem para a saúde. Uma boa noite de sono está relacionada a bons níveis de pressão arterial e de diabetes. Isso porque o repouso adequado contribui para que a pessoa tenha menor resistência à insulina, ajudando o controle do diabetes”, comenta.

Quer conhecer um pouco mais sobre o assunto?
Confira no link: bit.ly/revista-longevidadeemfoco